18/07/2016

TENHO DORES NAS COSTAS, POSSO ME APOSENTAR?

A Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho (Fundacentro), órgão ligado ao Ministério do Trabalho, realizou uma pesquisa a respeito das maiores causas de afastamento por incapacidade física de trabalhar e a maior vilã é a dor na coluna.

dor nas costas 2
As dores nas costas ocorrem devido a sobrecarga na região lombar pela permanência muito tempo em pé ou sentada de forma errada, lesionando a coluna vertebral.

Quando a dor na coluna é severa ao ponto de impedir que o trabalho continue o exercício de suas funções, o trabalhador mediante a comprovação da incapacidade de trabalhar por meio de laudo médico, poderá requerer junto ao INSS a concessão do benefício, que poderá ser auxílio doença, caso a dor na coluna impossibilite o trabalho de forma temporária, ou seja, por meio de tratamento médico é possível o trabalhador recuperar-se, ou, caso a lesão na cura seja permanente, sem esperança de cura, poderá ser concedida a aposentadoria por invalidez.

Atualmente, também está sendo considerado, para determinar-se a possibilidade de cura a idade, escolaridade e qual a atividade que ele desempenhava, ou seja, qual o grau de esforço e carga que a coluna deverá suportar para o trabalho que a pessoa está apta a desempenhar.

Para realizar o pedido para concessão do benefício junto ao INSS o trabalhador deverá possuir laudos e exames médicos atuais, bem como, receituários e prontuários, que serão os documentos aptos a comprovar a incapacidade física para o trabalho.